Integrantes do Codren se reúnem para discutir desenvolvimento do comércio agropecuário na região

site19-680x365_cIntegrantes do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Regional (Codren) se reuniram na manhã desta quinta-feira (8), em Siqueira Campos para debater sobre a implantação do Sistema Único de Atenção a Sanidade Agropecuária (Suasa).

Segundo o assessor em desenvolvimento regional, Rômulo Ribeiro Santana, através do Suasa os municípios que compõem o Codren, Siqueira Campos, Santana do Itararé, Salto do Itararé, São José da Boa Vista e Wenceslau Braz, poderão formar uma parceria para a comercialização entre suas agroindústrias.

“A vantagem da adesão em consórcio de municípios é que a estrutura do serviço, que inclui uma equipe técnica de inspeção, poderá ser a mesma para todos os municípios que integram o consórcio”, disse. “Com isso os custos ainda poderão ser divididos entre eles”, explicou.

O sistema foi apresentado pela representante do Consórcio Intermunicipal para o Desenvolvimento do Território do Vale do Rio das Cinzas (Civarc), Patrícia Gonzalez da Fonseca, que informou aos integrantes que os produtos poderão ser comercializados até mesmo a nível nacional. Além disso, Patrícia ainda disse que a inspeção sanitária irá permitir a legalização e implementação de novas agroindústrias, que impulsionará a geração de empregos e renda entre as famílias envolvidas no processo.

“É de grande importância que os municípios que fazem parte do Codren, participem deste sistema, pois com isso nos poderemos expandir as vendas”, diz. “Os empresários já realizam as vendas dentro do próprio município, porém isso ainda é pouco. Agora, fazendo parte do sistema poderemos vender para outros municípios”, ressaltou o prefeito de Siqueira Campos, Fabiano Lopes Bueno, mias conhecido como Bi.

A próxima reunião para as últimas definições sobre a integração ao Suasa, está marcada para sábado (10), às 9 horas, na Secretaria de Agricultura de Siqueira Campos.

Desenvolvimento 

Com o foco na qualidade do produto e do processo produtivo, não mais na estrutura física dos empreendimentos processo de registro descentralizado nos municípios pode diminuir o tempo e a burocracia para registrar os empreendimentos. O Suasa facilita o tramite para a aprovação e registro dos projetos agroindustriais, tornando-o mais rápido e de baixo custo. Também facilita a produção e inserção dos produtos no mercado forma (local, regional e até nacional). Melhora o acesso das famílias ao crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) para investir na agroindustrialização, permitindo que a legalização sanitária dos empreendimentos para que seja feita no próprio município onde será instalada a unidade.

Fonte: Jornal Correio de Notícias

 

Gostou? Compartilhe: