Programa aterro sanitário do CODREN em expansão

Assinatura do compromisso de compra e venda, da esquerda pra direita: Alisson Ruiz, proprietário; Edson Luiz Delsoto, secretário municipal de agricultura; Everson Ruiz, proprietário; Odair da Silva, vereador; Fernando Maluf, secretário executivo do Consórcio CODREN e Paulo Sérgio Fragoso da Silva, prefeito de Salto do Itararé.

No ano de 2016, por meio de parceria entre os Municípios de Santana do Itararé e São José da Boa Vista, foi formalizada a ação Consorciada para criação do aterro sanitário do CODREN. Localizado em Santana do Itararé, tinha como objetivos: atender as necessidades dos municípios quanto à destinação correta dos resíduos sólidos produzidos conforme a legislação ambiental e proporcionar economia evitando deslocamentos a aterros de cidades distantes que cobravam altos valores por tonelada de lixo recebida.

Na época, por meio de aprovação de lei na Câmara Municipal, Santana do Itararé cedeu o terreno ao Consórcio CODREN e o Município de São José da Boa Vista entrou com o apoio técnico para o licenciamento da área, a construção da primeira vala e toda estrutura para início do funcionamento. Após a implantação do aterro, ambos os municípios passaram a realizar a coleta seletiva que além de proporcionar renda aos catadores, possibilita a destinação de uma quantidade menor de resíduos ao aterro prolongando sua vida útil.

Nessa semana um novo passo foi dado em direção a ampliação dessa ação, o Município de Salto do Itararé, que aderiu a ação mês passado, assinou um compromisso de compra e venda de uma área lindeira ao aterro e também fará a cessão da mesma ao Consórcio CODREN, ampliando assim sua capacidade que poderá atender aos municípios consorciados por muitos anos. Lembrando que para poder aderir a essa ação o Município de Salto do Itararé passou também a realizar a coleta seletiva para destinação correta dos resíduos sólidos.

Fonte: Divulgação CODREN

 

Gostou? Compartilhe: